Soldagem de Tubulação

Soldagem de Tubulação

Há mais de 20 anos no Mercado a SYBS oferta serviços de soldagem de tubulações em polipropileno (PP) , PEAD (Polietileno de alta densidade) e PVDF (fluoreto de polivinilideno).

Possuímos profissionais especializados e ferramental para execução dos seguintes processo de solda em Campo:

  • Termofusão a topo até 630mm;
  • Eletrofusão até 315mm;
  • Termofusão soquete até 110mm;
  • Termofusão e eletrofusão de sela;

Normas:

  • DVS 2207;
  • ISO 21307:2011;
  • ABNT NBR 14464:2016.

Desenvolvimento de ferramental:

Para atender demandas de projeto a SYBS desenvolve ferramentas para travamento de tubos e soldagem especiais baseadas nos parâmetros normalizados de tempo, temperatura e pressão. Também fabricamos conexões segmentadas e selas de derivação para suprir as demandas da obra.

Principais segmentos atendidos:

  • Infra-estrutura;
  • Adutoras;
  • Captação de água fluvial;
  • Tubulação de biogás em aterros sanitários;
  • Tubulação de biogás em bio-reatores;
  • Tubulação industrial química;
  • Tubulação de exaustão;
  • Tubulação de drenagem e escoamento de efluentes;
  • Tubulações de processo químico.

Nossos trabalhos de soldagem são fornecidos em dois regimes de contratação:

Administração:

Disponibilizamos pessoal e ferramental adequado para execução de soldagem sob demanda em tubulação seguindo os padrões internacionais vigentes. Os apontamentos dos serviços são adequados às necessidades do cliente e trabalhamos em conjunto para que os prazos finais sejam cumpridos. Agilidade, flexibilidade e responsabilidade são itens integrantes de nosso fornecimento

Empreita Global (“Turn Key”)

Nesta modalidade toda a obra é de responsabilidade da SYBS, como por exemplo : Movimentação de carga, escavação, mão de obra auxiliar, suportação  e montagem mecânica.

Tubulações mesmo enterradas não estão livres de acidentes como escavação inapropriada, solapamento, ou necessidade de alteração de encaminhamento, remanejamento, inclusão ou eliminação de trechos. Nossa equipe de soldagem está apta a responder com agilidade e qualidade as demandas do cliente em qualquer parte do território nacional.

Fornecimento nas modalidades:  Administração e Empreita Global.

A montagem de tubulações plásticas não se limita a instalação dos tubos e execução de soldas por termofusão ou eletrofusão.

A instalação de linhas plásticas requer análise das condições de instalação e de trabalhos para que se obtenha o máximo que o material pode oferecer. Alguns dos fatores devem ser considerados:

  • Coeficientes de dilatação linear;
  • Adequação de suportação;
  • Redução de resistência em função de insolação ( incidência de raios UV );
  • Fatores re redução por impregnação e oxidação interna para linhas de condução de químicos;
  • Selecionamento de material em função do líquido / produto conduzido;
  • Análise de carga de colapso.

Modalidade habitual de fornecimento: Empreita Global.

Soldagem plástica

O meio de se soldar um termoplástico é elevar sua temperatura até o estado plastificado e aplicar pressão para permitir que as moléculas do material de adição se reposicionarem e  formem uma área homogênea quanto o material é resfriado.

O estado de plastificação do material é alcançado em temperaturas diversas, e difere de material para material e a faixa de temperatura entre plastificação e degradação é relativamente  estreita.

A compatibilidade entre o subtrato à ser soldado e o insumo de solda é muito importante, mesmo materiais da mesma família apresentam temperaturas de fusão diferentes, portanto não é recomendado, por exemplo soldar PP copolímero com insumo homopolímero, ou, PE  com PEAD.

Soldagem por adição de material

A soldagem por adição é altamente dependente do soldador, por se tratar de um processo manual. Este deve conhecer o material à ser soldado, sua temperatura de trabalho e o equipamento que será utilizado para execução da solda.

Na soldagem com gás quente, o meio de transferência de calor para realização da solda é um gás aquecido, em geral ar limpo, isento de umidade e óleo.

Este processo, normalmente utilizado em caldeiraria,  adiciona material de fonte externa para se fazer a junção de duas superfícies de forma similar ao que ocorre na soldagem metálica.

Equipamentos de solda : Maçaricos de ar quente e extrusoras manuais.

Soldagem por termofusão a topo

A soldagem a topo necessita de equipamentos próprios para fixação das peças, aquecimento e aplicação de pressão. Este processo é de pouca dependência do operador pois todos os parâmetros são tabelados e desde que bem utilizados o equipamento de solda garante a repetibilidade do processo.

O material de soldagem é fornecido pelas próprias faces dos materiais à serem soldados.

Soldagem por eletrofusão

Este processo demanda conexões específicas para soldagem por ponta / bolsa  onde as bolsas das conexões possuem uma resistência elétrica fundida quando da injeção da peça.

Utiliza-se uma máquina eletrônica, normalmente auto-regulável, para aplicar a tensão elétrica na conexão de forma que haja o aquecimento / derretimento da superfície interna da bolsa e fusão da superfície externa do tubo inserido fazendo-se assim a soldagem do material.

A conexão não pode ser reaproveitada. Este processo requer pouco do soldador.

Faça seu orçamento com a SYBS

Contato

Entre em contato agora mesmo com nossa equipe e solicite o orçamento do seu produto ou serviço.
Faça seu projeto conosco!

Solicite seu orçamento

Caso seja de sua preferência, informe seus dados e deixe sua mensagem com suas dúvidas ou solicitação de projeto, para que nossa equipe possa entrar em contato em breve.